Recordista de vendas da ‘Playboy’, Joana Prado se arrepende de ter posado nua: ‘Mudança de pensamento’

A empresária e modelo Joana Prado, conhecida por viver a Feiticeira no fim dos anos 1990, falou sobre o arrependimento em ter posado nua para a revista “Playboy” quando estava no auge de sua fama. A declaração foi dada durante uma live no Instagram de Karina Bacchi. “Claro que eu me arrependi. Porque, para mim, arrependimento, no hebraico, é mudança de direção. Então, eu tenho que mudar minha direção. No grego, é mudança de pensamento, eu tenho que mudar meu pensamento. Eu me arrependi, sim, o que significa que eu não quero mais fazer aquilo o que eu fazia antes”, disse Joana.

“Houve um arrependimento, mas eu também entendo que, para eu chegar aonde eu cheguei, eu tive que viver a minha história de Feiticeira, faz parte da minha história. Eu tive que passar por aquilo para eu ter o entendimento e o arrependimento. Me arrependi da minha época da Feiticeira porque o arrependimento significa mudança de atitude e de pensamento, para daí ter o entendimento que é fazer e seguir tudo o que Jesus nos ensinou”. Joana fez três ensaios na “Playboy”, todos de sucesso. O primeiro, em dezembro de 1999, teve 1,24 milhão de exemplares vendidos, o recorde da história da revista.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário