Projeto Seis e Meia trás a Teresina a banda Renato e Seus Blues Caps

Com o melhor do rock nacional clássico, o mais antigo de todos, o conjunto Renato e Seus Blue Caps, é a atração
do mês de Junho do Projeto Seis e Meia.

No final de 1959, o Saudoso Renato Barros deu início a banda Renato E Seus Blue Caps. Na época como Bacaninhas do Rock da Piedade, participaram pela primeira vez do concurso Hoje é Dia de Rock da rádio Mairynk Veiga. Já na segunda participação, Jair de Taumaturgo sugeriu a mudança do nome para Renato E Seus Blue Caps, inspirado em Gene Vincent and The Blue Caps.

Vencedores do concurso, participaram do Programa do Chacrinha. Carlos Imperial assistiu e procurou a banda para participar de seu programa na TV Continental. E a partir daí foi só sucesso onde atualmente estão com mais de 60 anos de estrada.

Gravaram o primeiro compacto em 1962 e se notabilizaram principalmente pelas versões que faziam de músicas de língua inglesa (a maioria britânicas), como “Não Te Esquecerei”, versão de “California Dreamin'”, de The Mamas & The Papas, “Menina Linda”, versão de “I Should Have Known Better” e “Até o Fim”, versão de “You Won’t See Me”, dos Beatles.

Em 1963, Ed Wilson saiu do grupo e iniciou carreira solo, sendo substituído por Erasmo Carlos, que teve uma participação breve no grupo.

O grupo era formado por Renato Barros, voz e guitarra; Paulo César Barros, voz e contrabaixo; Erasmo Carlos, substituto de Edson Barros, voz; Carlinhos, guitarra; Tony e mais tarde Gelson, bateria; e Cid, saxofone.

O conjunto continua até hoje em plena atividade com Cid Chaves (vocal), Darcy Velasco (teclado), Bruno Sanson (contrabaixo), Chi Lenno (guitarra) e Fabrício Motta (bateria)

Renato Barros morreu no Rio de Janeiro, aos 76 anos no ano de 2020 em decorrência de complicações cardíacas e pulmonares. O carioca foi internado após sentir fortes dores no rosto. Os exames detectaram a necessidade de se fazer uma cirurgia cardíaca de dissecção da artéria aorta.

Aqui no Piaui, Renato e Seus Blue Caps, se apresentam nas cidades de Corrente dia 11 na Casa de Cultura, dia 12 em Bom Jesus no Teatro Alard, dia 13 em Floriano no Teatro Maria Bonita e dia 14 em Teresina no Theatro 4 de Setembro.

As vendas podem ser realizadas na Bilheteria dos Theatros e pela site Ingresso Digital. A inteira custa R$ 80,00 e a meia R$ 40,00.

 

Matéria: Rafael Vieira

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário