Atos no Rio marcam Dia Mundial de Luta contra a Aids

A Prefeitura do Rio lançou hoje (1º) a campanha “Livre é saber”, de prevenção do HIV/Aids por meio da testagem. O lançamento, que marca o Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º) e o Dezembro Vermelho, mês de conscientização sobre a infecção, foi no Museu de Arte do Rio (MAR), com a presença dos secretários municipais de Saúde, Daniel Soranz, e de Governo e Integridade Pública, Marcelo Calero, e do coordenador executivo de Diversidade Sexual, Carlos Tufvesson.

A campanha Livre é Saber vai seguir até a próxima quarta-feira (8). De acordo com a prefeitura, a testagem de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST) está disponível nas clínicas da família e os centros municipais de saúde ao longo de todo o ano, e o tratamento é gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A pessoa com diagnóstico de HIV/Aids pode levar uma vida saudável se a infecção estiver controlada.

Grupo Pela Vidda-RJ

Ainda para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, o Grupo Pela Vidda-RJ programou um ato na Cinelândia, centro do Rio, a partir das 14h, nas escadarias da Câmara Municipal. Com faixas e um laço vermelho que simbolizam a luta, os organizadores querem incentivar a empatia e a solidariedade das pessoas que passam pelo local.

A programação inclui ainda orientações sobre infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), HIV/Aids e covid-19 e está sendo feita a testagem rápida de HIV com fluido oral e distribuição de autoteste do HIV.

Ainda para chamar atenção para o tema, vão ocorrer intervenções artísticas e políticas contra o preconceito, pela dignidade de quem vive com HIV e por campanhas de prevenção, informação e uma assistência qualificada e universal. O encerramento está previsto para às 19h com a iluminação, em vermelho, do prédio da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Além das atividades de hoje, o Grupo Pela Vidda-RJ agendou uma ação no domingo (5) no Parque Madureira, na zona norte e a apresentação de um vídeo debate no dia 17 às 18h com o premiado filme Carta para além dos muros, no Hotel Atlântico Prime, no centro da cidade.

O Dia Mundial de Luta contra a Aids foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1º de dezembro de 1988. A data é um marco na luta contra o HIV e Aids. Em várias partes do mundo há atividades e iluminação em vermelho simbolizando a renovação do compromisso na luta e no enfrentamento da doença.

Para o coordenador geral do Grupo Pela Vidda-RJ, Márcio Villard, passados tantos anos ainda há estigma e preconceito. “O Brasil, que já foi considerado um exemplo de enfrentamento da epidemia alguns anos atrás, hoje é um país onde praticamente não se fala mais do tema. O que a gente vê é uma juventude desinformada, que não tem percepção do risco do HIV e nem de outras infecções sexualmente transmissíveis. A gente vê aumento de casos que não deveriam acontecer e poderiam ser evitados através de campanhas e orientação de informação. Sou de uma época que nos anos 80 e 90, a gente tinha cartaz e informação em todos os lugares. Hoje não tem mais. Não há informação e com toda a tecnologia que existe hoje. É um absurdo o número alto de casos entre os mais jovens. Não faz sentido”, contou em entrevista à Agência Brasil.

Villard disse que a intenção de promover atos e atividades neste dia é para chamar atenção para o combate à aids. “A gente consegue sensibilizar as pessoas, que param aqui na praça, fazem teste, recebem material. O trabalho é satisfatório, mas não adianta se não houver do poder público um interesse para que essas campanhas como a nossa se multipliquem e ocorram todo o tempo. Amanhã as pessoas esquecem e o jovem que pegou material aqui com a gente hoje pode ser que já não esteja mais com vontade de passar essa informação para outras pessoas”, afirmou.

Cazuza

Ainda no Rio, o Dia Mundial de Combate à Aids teve um ato na estátua do cantor e compositor Cazuza, no Leblon, na zona sul do Rio. O monumento ao artista, que morreu há 31 anos, por causa da doença, foi inaugurado há cinco anos exatamente nesta data. Há pouco mais de um mês, os óculos da escultura foram roubados e Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, encomendou um outro para botar no lugar, o que foi feito hoje. O elenco do musical Cazas de Cazuza, de autoria e direção de Rodrigo Pitta, estava no local e apresentou alguns sucessos do cantor. O roteiro é baseado em canções do artista.

LEIA MAIS

Anvisa defende transparência e cooperação entre agências reguladoras

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, defendeu nesta quarta-feira (1º) a transparência e a cooperação entre autoridades reguladoras, além de ações que favoreçam a disponibilidade de medicamentos, vacinas e demais produtos de saúde em todo o mundo.

No primeiro dia de reunião virtual da Coalizão Internacional de Autoridades Reguladoras de Medicamentos (ICMRA, na sigla em inglês), Torres destacou ainda a importância de que autoridades reguladoras se mantenham autônomas em sua atuação, de maneira a garantir a confiança da sociedade em suas decisões.

Em relação ao contexto específico da pandemia de covid-19, o diretor-presidente da Anvisa citou também o combate à desinformação. “Estamos enfrentando uma guerra contra notícias falsas porque notícias falsas matam tanto quanto qualquer vírus perigoso”, avaliou.

A reunião

A ICMRA é um fórum internacional de nível executivo integrado pelos principais reguladores mundiais que busca estabelecer uma orientação estratégica comum para os reguladores de medicamentos sobre questões e desafios regulatórios compartilhados. A reunião deve ser finalizada nesta quinta-feira (2).

LEIA MAIS

Anvisa aprova mais um produto medicinal à base de Cannabis

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta quarta-feira (1º) a autorização sanitária de mais um produto à base de Cannabis. Trata-se de solução de uso oral contendo 23,75 miligramas por mililitro (mg/mL) de canabidiol (CBD), com até 0,2% de tetraidrocanabidiol (THC).

De acordo com a Anvisa, o produto, fabricado na Colômbia, deverá ser comercializado em farmácias e drogarias do Brasil por meio de receita médica do tipo B (de cor azul). Este é o oitavo produto à base de Cannabis aprovado pela agência.

Prescrição

Ainda segundo a agência, o canabidiol pode ser prescrito quando estiverem esgotadas outras opções terapêuticas disponíveis no mercado brasileiro. A indicação e a forma de uso são de responsabilidade do médico, sendo que o paciente deve ser orientado em detalhes sobre o uso.

LEIA MAIS

Plenário do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

O plenário do Senado Federal aprovou, por 47 votos a 32, a indicação do ex-ministro da Justiça e ex-advogado-geral da União André Mendonça para a vaga do Supremo Tribunal Federal (STF) deixada pela aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello.

A indicação ficou parada na CCJ por mais de quatro meses, o maior tempo registrado até hoje. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), foi a primeira mulher a relatar uma indicação de ministro aos Supremo.  Antes da votação no plenário, Eliziane disse que nenhuma outra indicação foi carregada de tanta polêmica quanto de André Mendonça. Segundo ela, viu-se o debate religioso assumindo o lugar do debate sobre a reputação ibilida e o notório saber jurídico do candidato. “Ninguém pode ser vetado por sua orientação religiosa”, disse.

Mais cedo, Mendonça foi sabatinado pelos integrantes da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Casa. Lá, a aprovação se deu por com 18 votos a favor e outros 9 contra. Antes de votar, muitos senadores declararam publicamente seu apoio a Mendonça.

A sabatina durou mais de sete  horas. Nela, Mendonça se comprometeu a defender a democracia e “respeitar as instituições democráticas, em especial a independência e harmonia entre os poderes da República”. Afirmou entender que o Judiciário “deve atuar como agente pacificador dos conflitos sociais e garantidor da legítima atuação dos demais poderes, sem ativismos ou interferências indevidas”.

“A automoderação do Poder Judiciário é corolário lógico do próprio princípio estado democrático de direito. Desse modo, afirmo meu compromisso em respeitar as decisões e as ações, tanto do Poder Legislativo, quanto do Poder Executivo, sempre que adotadas no exercício regular das suas atribuições e conforme a Constituição”, afirmou

Sobre a comunidade LGBTQIA+, Mendonça defendeu ser inaceitável qualquer tipo de discriminação. “Em relação à situação da violência LGBT, não se admite qualquer tipo de discriminação. É inconcebível qualquer ato de violência física, moral e verbal em relação a essa comunidade. Logicamente, também com a ressalva trazida no Supremo Tribunal Federal, em relação à liberdade religiosa, mas, ainda assim, fazendo-se com o devido respeito a todas as pessoas”, disse.

O sabatinado se comprometeu com a laicidade do Estado e com a separação das suas manifestações religiosas das possíveis funções de ministro. “Vou preservar minha manifestação individual e silenciosa. Compreendendo a separação que deve haver entre a manifestação religiosa e a função pública”, prometeu.

Após a aprovação André Mendonça fez um pronunciamento ainda no Senado. “Eu sei que virão decisões que serei criticado, mas tentarei fazer o meu melhor”. Emocionado, disse que acredita que com persistência, resiliência, dignidade e respeitando as pessoas é possível mudar a realidade das pessoas. “A minha gratidão ao meu país. Se eu me preparei estudei devo ao meu país aos impostos pagos pelos brasileiros”, falou.

Por meio de nota, o presidente do STF, Ministro Luiz Fux, falou sobre a aprovação do nome de Mendonça para o Supremo. “Manifesto satisfação ímpar pela aprovação de André Mendonça porque sei dos seus méritos para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal. Além disso, em função da atuação na Advocacia Geral da União, domina os temas e procedimentos da Suprema Corte, que volta a ficar mais forte com sua composição completa. Pretendo dar posse ao novo ministro ainda neste ano.”, disse.

Perfil

Nascido em Santos (SP), André Mendonça é advogado da União desde 2000, foi assessor especial do ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário, de 2016 a 2018, e ministro da Justiça e Segurança Pública, de 2020 a 2021. Está em sua segunda passagem pelo cargo de advogado-geral da União na gestão de Bolsonaro. Ele também é bacharel em teologia e pastor da Igreja Presbiteriana Esperança de Brasília.

* Matéria alterada às 20h02 para inserir declaração de André Mendonça após aprovação do Senado.

* *Matéria alterada às 20h36 para inserir nota do presidente do STF 

LEIA MAIS

Balança comercial tem déficit de US$ 1,3 bi em novembro

A balança comercial registrou déficit de US$ 1,307 bilhão em novembro deste ano, o que significa que as importações superaram as exportações. De acordo com o Ministério da Economia, as exportações foram de US$ 20,296 bilhões enquanto as importações somaram US$ 21,603 bilhões no mês. O resultado representa o primeiro saldo negativo do ano.

No acumulado de janeiro a novembro de 2021, em comparação ao mesmo período do ano passado, as exportações cresceram 34,9% e somaram US$ 256,10 bilhões. Já as importações cresceram 39,7% e totalizaram US$ 198,91 bilhões. No ano, a balança teve superávit de US$ 57,19 bilhões, com crescimento de 20,5%.

Exportações 

Em novembro, a agropecuária teve crescimento de 16,5% e somou US$ 3,01 bilhões; a indústria extrativa teve alta de 14,8% e chegou a US$ 4,81 bilhões; e a indústria de transformação teve crescimento de 28,3% e alcançou US$ 12,34 bilhões. 

No acumulado do ano, na comparação com o ano anterior, os setores que apresentaram os maiores crescimentos na exportação foram agropecuária (20,7%), indústria extrativa (67,6%) e indústria de transformação (26,5%).

Importações 

Nas importações do mês de novembro, o crescimento foi de 61,8% na agropecuária, que somou US$ 0,53 bilhões; de 248,3% na indústria extrativa, que registrou US$ 1,74 bilhões; e de 43,5% na indústria de transformação, que alcançou US$ 18,81 bilhões. 

No acumulado do ano, a agropecuária teve crescimento de 32,2% e somou US$ 4,89 bilhões; a indústria extrativa teve expansão de 91,1% e chegou a US$ 11,40 bilhões; e a indústria de transformação teve crescimento de 37% e alcançou US$ 179,44 bilhões.

LEIA MAIS

Festival Paralímpico mobiliza 70 cidades brasileiras neste sábado

A terceira edição do Festival Paralímpico será realizada neste sábado (4), das 8h30 às 12h (horário de Brasília), em 70 cidades de 25 estados e do Distrito Federal. O evento organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) proporciona a experimentação de esportes paralímpicos a jovens de oito a 17 anos com, ou sem, deficiências físico-motoras, visuais ou intelectuais.

Cada sede oferecerá três modalidades para serem experimentadas, como goalball (voltado a pessoas com deficiência visual), bocha (praticado por atletas com paralisia cerebral severa ou lesões medulares), vôlei sentado e parabadminton. A ideia é que os materiais utilizados nas práticas sejam adaptados e sirvam de exemplo para que professores de escolas regulares integrem alunos com alguma comorbidade às atividades esportivas.

“Se você tem uma bola normal e a envolve em um saco plástico consegue simular uma bola de goalball e fazer uma atividade inclusiva. Muitos alunos com deficiência são dispensados de aulas de Educação Física por falta de informação dos ministrantes”, disse Ramon Pereira, coordenador de Desporto Escolar do CPB, em setembro, à Agência Brasil.

A expectativa do Comitê é que a presença de crianças e adolescentes com deficiência intelectual seja recorde. Segundo a entidade, até o início de dezembro eles representavam cerca de 45% dos inscritos para o evento, ante 15,4% de participantes com deficiência física, 10,8% com autismo e 4,7% com deficiência visual.

Normalmente realizado em 22 de setembro, Dia Nacional do Atleta Paralímpico, o Festival foi adiado por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), sendo remarcado na sequência do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado nesta sexta-feira (3). A primeira edição ocorreu em 2018 e reuniu cerca de sete mil crianças e adolescentes em 48 cidades. Em 2019, mais de dez mil jovens foram mobilizados em 70 sedes. No ano passado não houve evento por conta da pandemia.

LEIA MAIS

Halterofilismo: campeã paralímpica busca ouro inédito em Mundial

A campeã paralímpica Mariana D’Andrea busca nesta quinta-feira (2), a partir das 2h30 (horário de Brasília), a primeira medalha do Brasil no torneio adulto do Campeonato Mundial de halterofilismo paralímpico, que é realizado em Tbilisi (Geórgia). A página do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) no Facebook transmite o evento ao vivo.

A competição é a primeira de Mariana desde o inédito ouro conquistado nos Jogos de Tóquio (Japão), na categoria até 73 quilos. A paulista de 23 anos levantou 137 quilos e superou a chinesa Lili Xu (134 quilos) e a francesa Souhad Ghazouani (132 quilos). Em Tbilisi ambas estarão novamente no caminho da brasileira. Em Mundiais ela já tem uma medalha de prata obtida há dois anos, em Nur-Sultan (Cazaquistão), na disputa por equipes mistas, junto de Bruno Carra e Evânio Rodrigues.

“A expectativa é muito boa. Saí de Tóquio preparada, tive um resultado muito bom lá e agora é manter os treinos para melhorar mais ainda e buscar outra medalha, agora de ouro. Será uma competição forte. Em Tóquio, eram oito [atletas por categoria]. Na Geórgia, podem ser 20. Mas estou bem preparada, tanto fisicamente como psicologicamente”, afirmou a campeã paralímpica, em setembro, à Agência Brasil.

O Mundial de Tbilisi começou no último sábado (27), com as disputas da categoria júnior. O Brasil foi ao pódio três vezes, sendo uma no topo, com Lara Aparecida (que esteve nos Jogos de Tóquio), na categoria até 41 quilos. As demais medalhas foram de bronze, com Lucas Galvão (até 49 quilos) e Tayná Alcântara (até 45 quilos).

O torneio adulto teve início no domingo (28). Entre os homens, Lucas Galvão ficou em 12º lugar na categoria até 49 quilos, João Maria Júnior foi o sexto entre halterofilistas até 54 quilos, Bruno Carra encerrou a disputa até 59 quilos em nono e Luciano Dantas foi o 18º na divisão até 65 quilos. No feminino, Lara Aparecida acabou em sétimo na categoria até 41 quilos, Maria Santos em 12º no evento até 50 quilos e Ângela Teixeira em 16º entre as atletas até 67 quilos.

Medalhista de bronze no Mundial de Dubai (Emirados Árabes Unidos), em 2014, Márcia Menezes competirá neste sábado (4), às 2h30, na categoria acima de 86 quilos. No mesmo dia, mas a partir das 5h50, Evânio Rodrigues, prata na Paralimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, compete na divisão até 88 quilos.

LEIA MAIS

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem; confira

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta quarta-feira (1º) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os gabaritos e os cadernos dos dois dias de exame, incluindo as provas acessíveis, aplicadas a quem tem direito a atendimento especializado, estão disponíveis no site do instituto. O Enem foi aplicado nos dias 21 e 28 de novembro.

“É importante que o participante esteja atento para conferir o gabarito relativo à cor, ao número e ao formato da prova realizada em cada domingo de aplicação”, destacou o Inep, por meio de nota. A previsão é que os resultados do Enem sejam divulgados no dia 11 de fevereiro de 2022. Para os treineiros – estudantes da 1ª ou 2ª série do ensino médio –, o boletim individual será publicado 60 dias após a data.

Provas

No primeiro dia, os participantes resolveram itens de linguagens, códigos e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias, além de escreverem a redação, com o tema Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil. Já no segundo dia, as provas foram de ciências da natureza e suas tecnologias e de matemática e suas tecnologias. 

Questão anulada

De acordo com o Inep, uma questão da prova de matemática e suas tecnologias foi anulada, mas o fato não compromete o processo de estimação da nota dos participantes.

“Isso acontece porque o cálculo estatístico da nota do Enem, de acordo com a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), considera a combinação da coerência do padrão de resposta com o pressuposto da cumulatividade e, ainda, as características (parâmetros de complexidade) de cada item”.

O número correspondente à questão anulada varia em função do tipo de caderno, da seguinte forma:

Caderno: Número:
Amarelo questão 178
Azul questão 138
Cinza questão 155
Rosa questão 157
Laranja e verde questão 178

O exame

O Enem avalia o desempenho escolar de estudantes ao término da educação básica. Instituições de ensino públicas e privadas utilizam a prova para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados individuais do Enem também podem ser usados em processos seletivos de instituições portuguesas que possuem convênio com o Inep. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.

Correção

A TV Brasil, a Agência Brasil e a Rádio Nacional participaram da correção de questões do Enem 2021 com professores e especialistas no mais tradicional programa sobre o Enem, o Caiu no Enem. Confira as duas edições:

Primeiro dia de provas

<!–*/

*/

/*–>*/

Segundo dia de provas

<!–*/

*/

/*–>*/

Gabaritos

Confira abaixo os gabaritos para os ambos os dias do Enem impresso de 2021:

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Gabarito do Enem impresso 2021.
Gabarito do Enem impresso 2021.

Gabarito do Enem impresso 2021. – Inep

Os demais gabaritos podem ser encontrados na página oficial do Enem 2021.

LEIA MAIS

MEC publica edital para adesão das instituições ao Fies de 2022

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quarta-feira (1º) o edital com o cronograma e os procedimentos para participação das mantenedoras de instituições particulares de ensino superior no processo seletivo do primeiro semestre de 2022 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

De 7 a 14 de dezembro, a instituição que quiser participar do próximo processo seletivo do Fies deverá preencher as informações exigidas para cada curso, turno e local de oferta das vagas para financiamento.

A mantenedora precisa informar os valores das semestralidades do curso de graduação com oferta de vagas no Fies; formas de reajustes do valor total do curso, e processo seletivo para formação de turma em período inicial do curso e a proposta de número de vagas a serem ofertadas neste primeiro processo seletivo de 2022.

De 15 a 20 de dezembro as instituições podem retificar os dados enviados  por meio de Termo de Participação. As instituições selecionadas precisam ter conceito positivo no Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes).

Com informações do MEC

LEIA MAIS

Hoje é o último dia para pagar taxa de inscrição do Revalida 2021

Hoje (1º) é o último dia para o pagamento da taxa de inscrição da segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021. O boleto deve ser gerado pelo sistema do exame e pago respeitando os horários de compensação bancária.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a inscrição será confirmada mediante o pagamento, que pode ser feito em qualquer agência bancária, dos Correios ou em casa lotérica, obedecendo aos critérios estabelecidos por esses correspondentes bancários.

Provas

As provas de habilidades clínicas serão aplicadas nos dias 18 e 19 de dezembro. Para participar da segunda etapa, que é um exame prático, é necessário ter sido aprovado na primeira, que contemplou as provas objetiva e discursiva.

Os resultados definitivos dessa última fase foram divulgados na última sexta-feira (19). Participantes do Revalida 2020 aprovados na prova teórica e reprovados na prática também poderão se inscrever nesta segunda etapa do Revalida 2021 e dar sequência ao exame.

Ao todo, são 7.280 vagas disponíveis, distribuídas entre as 22 cidades de aplicação. São elas: Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Niterói (RJ), Pelotas (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Santa Maria (RS), Teresina (PI) e Uberlândia (MG).

De acordo com o Inep, na segunda etapa, os participantes realizarão provas de habilidades clínicas. O exame é estruturado por um conjunto de dez estações, que serão percorridas ao longo dos dois dias de provas, nas quais os médicos deverão realizar tarefas específicas das áreas determinadas. Isso pode incluir investigação de história clínica, interpretação de exames, formulação de hipóteses diagnósticas, demonstração de procedimentos médicos, aconselhamento a pacientes ou familiares, entre outras.

O participante aprovado nesta etapa estará apto a prosseguir com o apostilamento da revalidação do diploma de medicina junto a uma das universidades parceiras do exame. Após a divulgação do resultado final, a relação das instituições será disponibilizada no Sistema Revalida. Caso o participante reprove na segunda etapa, ele poderá se reinscrever diretamente nela, pelas duas próximas edições do exame.

Revalida

Aplicado pelo Inep desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva).

LEIA MAIS